Entrevista exclusiva ao CEO da VisionWare:"Bastam segundos para clonar uma voz com inteligência artificial. Vamos ter de aprender a desconfiar do que ouvimos"

04 DE abril DE 2024 Abrir PDF
04 DE abril DE 2024
Abrir PDF
logo_Observador

A inteligência artificial está a conseguir imitar vozes de forma mais realista. O que, aos olhos dos especialistas, traz “muitos riscos pela frente”, como esquemas de extorsão ou a desinformação. Bruno Castro, CEO da VisionWare, admite que “o público em geral já começa a ter literacia digital e começa a desconfiar do que lê”, “mas ainda não existe essa mentalidade, de desconfiança, do que ouvem e veem”. Alertando, ainda, que “a IA vai abrir a caixa de Pandora com os deepfakes (vídeos e imagens manipuladas)”, uma tecnologia que, ainda por cima, “pode ser acedida a um custo muito baixo”

contacts
Conte com o apoio da VisionWare

Se tem dúvidas, necessita de algum esclarecimento ou informação adicional, não hesite em contactar a VisionWare.

Contacte-noscontacts

(+351) 225 323 740